Turistando hard em SP | Dia 2

Nosso segundo dia de turismo paulistano começou bem cedo. Fomos buscar a Lala e a Betinha na rodoviária do Tietê, voltamos pra casa e começamos a pesquisar um restaurante legal and que aceitasse VR (importante!) pra almoçar! Acabou que a gente não decidiu nada e então fomos pra Av. Paulista bater perna…

Eu vivo por lá, então a avenida nem é tão óóóó, que legal pra mim. Mas é um ponto importante da cidade e não podia ficar de fora do roteiro. Começamos pela estação Consolação e fomos andando… e andando, andando…

Paramos no vão do Masp pra umas fotos. Tava rolando algum tipo de ‘movimentação eleitoral’ por lá e o Luis achou curioso. Período pré-eleição é assim mesmo…

nem o oceano atlântico separa ❤️

A post shared by Fe Harumi (@fe_harumi) on

Depois atravessamos a avenida e demos uma voltinha no parque Trianon. Não sei, mas eu não gosto muito de lá. Tem uma vibe meio ‘empoeirada’, não parece um parque muito bem cuidado…

Seguimos andando sentido Paraíso. No meio do caminho eu lembrei da lanchonete A Chapa, na Alameda Santos. Todo mundo topou então fomos almoçar lá. Adoro hamburguer e o de lá é muito bom!

De lá pegamos um táxi – ninguém mais aguentava andar – e descemos pro Parque Ibirapuera, que dispensa apresentações, certo?

Parque Ibirapuera ✌️

A post shared by LUIS (@yuiso) on

Algumas fotos e sorvetes depois, como era o primeiro dia da Bienal de Artes de SP e a gente é muito cult, aproveitamos para dar uma olhada. Tinha umas coisas interessantes… logo no começo o desenho de um mapa do artista Qiu Zhijie – “The Map of Utopia” – acho que foi o que mais marcou pra mim.

Outras instalações legais, algumas meio creepy, não que eu tenha entendido tudo muito bem, mas achei válido o passeio. Alias, sempre acho válido esses passeios cults e não acho que eles precisam fazer sentido. Tudo é bagagem e uma hora talvez você seja impactado por alguma outra coisa, que vai se conectar com a lembrança da arte X no seu cérebro e daí vai fazer sentido, surgir uma ideia nova, quem sabe? Tem que manter a mente aberta pra essas coisas!

Tava tudo lindo, tudo indo bem, São Paulo não tava parecendo uma cidade tão ruim assim… mas era uma sexta-feira, 17h, e a gente resolveu ir embora…

Nesse momento SP colocou as suas garrinhas de fora e mostrou sua verdadeira face.

Eu já falei que nosso principal transporte nesses dias era ônibus/metrô, certo?

Pegamos um ônibus pro metrô Ana Rosa, que por sorte a nossa não estava lotado. Ele andou por 5 minutos e parou no trânsito… e não andou mais… passou 10… 20… 30 minutos… e a gente mal tinha andando um quarteirão. Que caos! Comecei a ficar irritada. Eu tinha esquecido de como era o trânsito aqui em SP, fazia muito tempo que não precisava me locomover pela cidade nesses horários.

Peguei o celular e olhei Google Maps, vi que o metrô ficava a 15 minutos caminhando de onde a gente estava e falei:

“Tchurma, plano B. Eu sei que cês tão cansados, mas acho melhor a gente ir andando pro metrô, se a gente quiser chegar lá hoje!”

E fomos, com o humor pelas tantas já. E pegamos o metrô semi lotado, mas foi ok. Chegamos na Barra Funda, onde minha mãe iria buscar a gente. E ela demorou… 10… 20… 30… 40… 50 minutos, pra chegar. Culpa de quem? Do tal do fucking trânsito.

Enquanto a gente esperava pela minha mãe no terminal, o desespero começou a bater. O Luis me olhava com cara de “WTF??” enquanto dizia “Agora eu entendo porque você não gosta dessa cidade. Você precisa ir embora daqui. Logo!”. Ah, meu amigo, se fosse fácil…

Quase três horas depois, chegamos em casa. Exaustos. O humor em pedaços. Cada um tomou seu banho, minha mãe tinha feito um estrogonofe deli, jantamos e partimos pro litoral… E assim terminou essa história de passear por São Paulo. Fugindo daqui! Hahahaha.

Mas no final das contas, se eu queria que eles conhecessem SP como ela realmente é, atingi meu objetivo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s